Bruxelas – passear pelos 5 parques que não podes perder

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Bruxelas, Grand Place, Bruselas
Pixabay.com

Tradução: Mihaela Nicolae

Se estiveres a planear uma visita a Bruxelas, a capital da Europa, vais definitivamente querer fazer um plano bem estabelecido sobre os objetivos turísticos, como o Grand-Place (a praça central da cidade) ou o Atomium. Vais optar por ir ao Parlamento Europeu ou ver Manneken Pis vestido com fatos diferentes.

   Mas e se, para além destes, descobrisses que o coração da Europa tem algo mais a oferecer além do que a maioria dos turistas fotografa?

Com este artigo, sugiro que aumente sua lista de atrações turísticas e que passeie tranquilamente por parques arejados e acolhedores em qualquer estação do ano, por ruas estreitas que parecem sair diretamente de um livro de contos, com casas baixas, algumas delas ainda cobertas de canas, com portas e janelas de cores vivas, depois prova uma variedade de gouffre ou arrefece com uma cerveja de qualidade, sem qualquer exagero…

 

1. A Floresta de Soignes 

No topo da lista dos espaços verdes está La forêt de Soignés ou a Catedral de Faias, como também é chamada. Esta é a principal fonte de oxigénio para Bruxelas, uma floresta que se estende por cerca de 5000 hectares, 270 dos quais estão na lista de património da UNESCO.

Aqui encontrarás mais do que apenas uma floresta, encontrarás parques infantis, lagos onde cisnes bonitos se refrescam ou pequenas famílias de várias espécies de aves. Podes parar para uma partida de golfe no Hipódromo, depois desfrutar de um piquenique nas áreas especialmente criadas ou continuar a tua caminhada para o próximo destino menos conhecido nos folhetos.

 

 

2. O Parque Tournay-Solvay

A partir da bela floresta, entra-se no parque Tournay-Solvay. O seu nome deriva dos primeiros proprietários do terreno, Alfred e Ernest Solvay, que construíram um império neo-renascentista incluindo um castelo, agora em recuperação, um jardim com árvores de fruto e uma variedade de plantas medicinais. Bruxelas espera-te com dois lagos sempre povoados por patinhos fiéis ou mesmo cegonhas e uma bela exposição de flores que encanta os olhos de cada transeunte a partir de Fevereiro.

 

 3. A abadia Rouge-Cloître

Começando no coração da floresta, pode-se passear pela antiga propriedade monástica Rouge Cloître, agora aberta apenas para caminhadas. Aqui encontrarás um oásis de paz junto aos dois lagos de pesca, uma mini-fazenda que entretém tanto jovens quanto velhos, e dois grandes parques infantis classificados como os maiores e mais modernos de Bruxelas.

 

4. O Parque do Cinquentenário e o Arco do Triunfo

Grande, majestoso, imponente, está o Arco do Triunfo no meio do Parque Cinquentenário. Parece estar protegido por vários museus, tais como o Museu do Armamento, o Museu da Aviação, o Museu do Automóvel e o Museu Real de Arte e História, todos eles parecem formar um arco em torno do Arco do Triunfo. O Parque Cinquentenário é também conhecido pelos seus festivais anuais ao ar livre.

 

5. O Parque Tervuren

Por último, mas não menos importante, o Parque Tervuren. Majestoso no verdadeiro sentido da palavra, mostra-te que um dia perfeito pode ser passado num parque que inclui tudo o que precisa para se sentir como se estivesse de férias. O Museu Africano, a Capela de Saint Hubert, as zonas de pesca autorizadas e muitas outras atividades ao ar livre estão à sua espera para descobrir na cidade de Bruxelas.

 

Outros parques a não podes deixar de ir são: Astrid, que é também o lar do estádio da equipe de futebol Anderlecht, o parque Bois de la Cambre onde podes desfrutar de um agradável passeio de barco a pedal ou relaxar no terraço à beira do lago ou simplesmente sentar-se na relva como a maioria das pessoas que querem desfrutar do sol e deixar um pouco de tempo relaxar e refletir.

Bruxelas está disposta a mostrar-te ainda mais do que eu descrevi neste artigo, descubra por ti mesmo.

Para além de ar puro e paisagens cénicas, todos estes parques partilham pistas para ciclistas e estão cada vez mais a ser desenvolvidos em Bruxelas, encorajando menos poluição e um estilo de vida mais saudável.

No caso de desejarem viajar para outras capitais europeias, Lisboa deve definitivamente fazer parte da sua lista. Aqui estão algumas informações sobre o maior centro turístico e cultural de Portugal.

Dica: Vamos começar de novo, a natureza faz isso todos os anos (Valeriu Butulescu)

Também podes encontrar o artigo traduzido para outras línguas:

Fontes:

 359 total views,  2 views today

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.